Papa recebe secretário-geral do partido Comunista do Vietnã


Da Redação, com Rádio Vaticano

Bento XVI recebe, em audiência privada, Nguyen Phu Trong
O Papa Bento XVI recebeu na manhã desta terça-feira, 22, no Vaticano, o secretário-geral do Partido Comunista do Vietnã, Nguyen Phu Trong, que logo após, teve audiência também com o Secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone.

Foi a primeira vez que um secretário-geral do Partido Comunista do Vietnã encontrou-se com o Pontífice e responsáveis da Secretaria de Estado. Na audiência foram tratados temas de interesse de ambos os Estados e expresso o desejo de que possam ser resolvidas em breve as situações pendentes e seja reforçada a frutuosa colaboração que já existe.

O Vaticano e o Vietnã não mantêm relações diplomáticas, mas em 13 de janeiro de 2011, o Papa Bento XVI nomeou o arcebispo italiano Leopoldo Girelli representante não-residente da Santa Sé no Vietnã. Dom Girelli é Núncio apostólico em Cingapura e delegado apostólico na Malásia e Brunei.

Com a nomeação de um representante não-residente, a Santa Sé quis “aprofundar” as relações entre os dois Estados, rompidas desde 1975 e os laços entre o Vaticano e a Igreja vietnamita.

É a quarta vez que um dirigente comunista foi recebido no Vaticano desde 2007, ano em que os contatos se retomaram, mas de 1973 até hoje se realizaram mais de vinte visitas de membros da Cúria e delegações da Santa Sé ao Vietnã para encontros com a Igreja local, autoridades do Estado e do governo.

Santa Sé e Vietnã romperam relações em 1975, depois que o regime comunista proibiu o catolicismo. Desde então, Hanói e Vaticano têm tido contenciosos sobre a liberdade religiosa e as propriedades de terras confiscadas à Igreja.

Depois das Filipinas, o Vietnã é o segundo país da Ásia com maior número de católicos, com oito milhões de fiéis