Tragédia em Patrocínio é destaque na mídia nacional



O tabloide "Super", da capital mineira, deu manchete de capa para a tragédia de Silvano. Imagem: Reprodução

A tentativa de resgate de um cão que acabou em tragédia, na sexta-fera,4, no distrito de Silvano, na zona rural de Patrocínio, foi destacada pela mídia nacional. Pai e filha que tentaram salvar o animal que se afogava na estação de tratamento de esgoto, mas não conseguiram e morreram no local.

Neste sábado vários sites do país e jornais da capital como O Tempo e o Super (foto), contaram a história que o Patrocínio Hoje trouxe nesta sexta-feira.

COMO FOI. O caso foi descoberto depois que o corpo da jovem foi encontrado boiando na lagoa da estação por familiares que faziam buscas para tentar encontrar pai e filha. Os dois haviam saído de casa no período da tarde para fazer uma caminhada, mas não retornaram. Preocupados, os familiares se mobilizaram para achá-los.

Segundo o Corpo de Bombeiros, João de Deus, 65, e a filha dele, Celiana de Fátima, 26, teriam saído da residência acompanhados do cão de estimação da família. No entanto, durante o trajeto, o animal teria fugido e entrado na estação de tratamento de água e esgoto do povoado de Silvano, que, de acordo com os bombeiros, é limitada apenas por uma cerca de arame.

QUEDA. Testemunhas informaram aos bombeiros que o cachorro teria caído no reservatório de 3.000 m² de extensão e 2,5 m de profundidade, e começado a se afogar, quando Celiana entrou na água para tentar salvar o animal. Ao perceber que a filha estava com dificuldades, João de Deus também entrou na tanque e ambos se afogaram.

O corpo de Celiana foi retirado da água, na noite de anteontem, por uma equipe de mergulhadores dos bombeiros. Já o do pai dela foi resgatado na manhã de ontem, depois de boiar às margens do reservatório.

Os corpos de pai e filha foram enterrados, no fim da tarde de ontem, no cemitério do povoado de Silvano. O caso gerou comoção em Patrocínio. "É um caso que chamou a atenção de toda a cidade. Todos estão abalados. Eles morreram tentando salvar uma vida", disse o sargento Celso Ricardo. O cão conseguiu se salvar, porém, segundo os bombeiros, teria fugido e, até o encerramento da ocorrência, não havia sido encontrado pela família.

redehoje.com.br