OPINIÃO: Três coisas formam a identidade de um país : língua, alta cultura e religião

Foto tirada da internet
Língua o brasileiro não domina, não faz questão de dominar e o próprio ENEM desvaloriza, alegando que é necessário apenas que o texto ou a fala tenha um sentido discernível. Açim, podemus escrever de quauqer geito, desde que entenda o que eu falo pra tu.

Alta cultura já não existe : já não há mais música pra considerar nossa, já não existem arranjos de composições plenamente elaborados e originais, já não existem teatros e peças verdadeiras, livros são lançados não por fruto da intelectualidade, mas por hobby ou por comodidade. Não existe intelectualismo num país onde, daqui a alguns anos, terá o Hino Nacional esquecido ou tocado no ritmo de Funk.

Religião também não existe mais ou, o pouco que existe na verdade, é atacado. O Cristianismo só nos foi útil enquanto construtor da civilização ocidental. Portanto, que caia fora o catolicismo tradicional. Não necessitamos de religiões, precisamos de religiosidade, de igrejas individuais, de escolinhas de pastor.

Não temos um país. Temos um bando.

Álvaro Alonso
Biomédico especialista 
em Anatomia Humana