OPINIÃO: Cada um no seu quadrado!

Foto tirada da Internet

Lendo uma reportagem no Yahoo Notícias sobre o Pronunciamento do Papa Francisco, que pede mais rigidez na punição dos padres que cometem abusos sexuais contra menores, como sempre me instiga ver os comentários. E um deles de uma pessoa que se intitula ser protestante, diz um monte de asneira sobre a religião Católica.

Vejam não sou contra nenhuma denominação cristã, acho que tem que haver uma tolerância entre os homens de boa vontade. Ninguém tem que colocar a goela abaixo sua convicção sócio religiosa. O que tem que ser feito é o anuncio da Palavra de Deus para que todos tenham o conhecimento dela e dentro desse conhecimento sigam ou não a Deus.

A Igreja Católica Apostólica Roma tem sua maneira de dar esse anuncio através de suas formações como todas as outras denominações, todo ato litúrgico é tirado da Bíblia, não foi tirado nada detrás  das orelhas como mágica.

Mas o que mais me deixa indignado é que pessoas que se dizem cristãs e que seguem o Evangelho de Jesus Cristo, criticam severamente aos Cristãos Católicos,  criticam sem ao mínimo conhecerem a Igreja Católica, sem terem estudados seus documentos. Criticam apenas pelo que ouviram dos professores de história. Só conseguem enxergar o lado negro, isto é, a época em que homens sem a ação do Espírito Santo, comandavam a Igreja.

Vejo que a solução para esse grande problema no mundo, pois a Igreja Católica incomoda muita gente, muitos governantes, muitos poderosos, com suas atuais ações de querer hoje um mundo melhor para a humanidade. Esta solução é o respeito mútuo de todas as religiões cristãs  e não cristãs. Executando aquilo que Jesus realmente nos pede: "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei". E parar com os ataques de que o Papa não é representante de Jesus aqui na terra, que isso, que aquilo...

Por fim, temos que emanar a Civilização do Amor que o Papa João XXII, muito falava em seus textos e que Papa Paulo VI continuou a pregar também. O povo cristão seja ele católico romano, católico ortodoxo  ou cristão protestante tem que aprender a amar a diversidade de opinião e combater o bom combate que Paulo em uma de suas carta cita. E vamos espalhar a semente da CIVILIZAÇÃO DO AMOR, amando sem medida o PECADOR, mas acima de tudo não compactuando com o PECADO.