Votação de Parecer do TCE-RJ, sobre contas do Ex-Prefeito Taninho é adiada

O parecer prévio do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro –TCE-RJ, sobre as contas do ex-prefeito Marco Antônio da Silva Toledo - Taninho, que conforme anunciado pela SOS CIDADANIA, estava na pauta para ser votado ontem (21-10), teve sua votação adiada.

O motivo do adiamento não ficou muito claro, mas ao que tudo indica, teria sido pela pressão de alguns vereadores que pediram mais um tempo para que as investigações da CPI avance um pouco mais, para só então o parecer seja submetido à apreciação e votação.

O Vereador Bernardo de Pinho, relator da CPI, fez um pronunciamento no sentido de informar que é impossível que se aprove as contas de um exercício, ao mesmo tempo em que várias irregularidades graves já foram levantadas pela CPI. HOUVE DESVIO! Enfatizou o Vereador em seu pronunciamento, ao lado de uma enorme pilha de cópias de processos de pagamentos da prefeitura, que segundo os vereadores responsáveis pela CPI, provam as alegações do até então, suposto desvio de dinheiro público na gestão de Taninho.

O Parecer que recebeu primeiramente a orientação do corpo técnico do Tribunal pala reprovação, devido as contas conterem irregularidades, após uma defesa apresentada pelo ex-prefeito a orientação do parecer mudou para favorável, porém com diversas ressalvas e determinações, entre elas a de desequilíbrio financeiro de mais de 1 milhão de reais, que teria sido gasto mais do que o arrecadado pelo Município e um déficit nas contas do NATPREVI de aproximadamente 200 mil reais.  

Afastado do cargo de Prefeito desde junho deste ano pela justiça eleitoral, por crimes eleitorais cometidos durante a campanha para sua reeleição em 2012, além da CPI na Câmara de Vereadores, há também uma auditoria contratada pelo Prefeito interino, Fabiano França Vieira, para investigar as supostas irregularidades ocorridas em sua gestão. Além disto, Taninho enfrenta ainda processos judiciais, onde o mesmo é acusado de cometer improbidades administrativas.

Nestas circunstâncias, ouvida pela reportagem a Vereadora Dra. Ivete, Presidente da CPI, alega que reprovar as contas do ex-prefeito, seria muito importante para mostrar para a sociedade que a Câmara de Vereadores evoluiu, está em sintonia com a sociedade e não suporta mais corrupção, mau uso e desperdício de dinheiro público. O terceiro membro da CPI e que está ajudando nos trabalhos de investigação é o vereador Rogério Dentista.

A CPI foi instalada em 7 de agosto deste ano, e tem prazo total de 90 dias, (que pode ser prorrogado), para apurar supostos pagamentos indevidos a detentores de cargos comissionados no Município de Natividade. A criação da CPI foi aprovada por unanimidade pelos Vereadores. 



Ouça aqui a fala do vereador Bernardo de Pinho.





Ouça a reunião da Câmara Clique Aqui


SOS Cidadania