Natividade é a primeira cidade do Noroeste a ter eleição suplementar

Depois de eleições suplementares em Areal (2002), Campos dos Goytacazes (2006), Carapebus (2010), Mangaratiba (2011), Magé (2011) e Barra do Piraí (2013), TRE-RJ confirma eleições suplementares em Natividade.

A decisão proferida nessa  segunda 16-03, acontece após recebimento do ofício do Tribunal Superior Eleitoral confirmando a cassação do prefeito de Natividade, Marco Antonio da Silva Toledo, o Taninho (PSD), e do vice, Welington Nacif de Mendonça, o Welington da Volks (PSB), nos autos do Recurso Eleitoral 630-70. Como a decisão anulou os 4.947 votos obtidos pela chapa em 2012, que representam mais da metade (51,32%) dos votos válidos no pleito, a legislação prevê a realização de nova eleição direta para a Prefeitura.

De acordo com o TSE, Taninho “desvirtuou propaganda institucional e utilizou recursos públicos de forma desproporcional (R$ 195.011,91 no período de agosto de 2011 a agosto de 2012) para financiar a divulgação de matérias que promoviam a sua candidatura e prejudicavam a de seu adversário”, Francisco José Martins Bohrer, o Chico da Saúde (PT). A eleição terminou com uma diferença de apenas 255 votos em favor de Taninho, que, juntamente com o vice, está afastado da Prefeitura desde março de 2014.

Segundo informações, o TRE-RJ determinou que as eleições aconteça no dia 17 de Maio, e o calendário completo da nova eleição, com as datas de registro das candidaturas e de propaganda, será publicado no Diário da Justiça Eletrônico.

Com informações Resumo da Notícia e TRE-RJ

Conexão Noroeste